Skip to main content

Infraestrutura de TI em white label para fintechs de crédito: como funciona?

Como ter uma fintech com a minha cara sem precisar ter uma equipe de TI gigantesca? Essa é a pergunta que muitos empreendedores desse tipo de startup fazem ao pensar em otimizar suas operações.

A infraestrutura de TI não pode ser uma barreira para a sua empresa crescer. Continue lendo este post para descobrir como uma plataforma de crédito white label em SaaS e que utiliza APIs é capaz de diminuir os seus custos e ainda aprimorar os seus serviços.

Entenda a importância das fintechs utilizarem soluções em SaaS

Segundo dados do Instituto Locomotiva, o Brasil possui 34 milhões de pessoas sem conta bancária ou que a usam com pouca frequência. São mais de 16 milhões de desbancarizados e 17 milhões de clientes subatendidos pelo setor financeiro.

Essa parcela de 21% dos brasileiros movimenta, por ano, cerca de R$ 347 bilhões, o que corresponde a 8% da renda no País. Já o Banco Central estima um aumento de 12,6% no crédito em 2021.

Números como esses são de encher os olhos, sem dúvida, o que atrai cada vez mais a atenção das fintechs. E esse mercado cresce exponencialmente: segundo o Distrito Fintech Report 2021, existem no País 1.158 fintechs.

Com o crescimento da concorrência, é necessário fazer mais, melhor e em menor tempo – conquistar e fidelizar o consumidor é mandatório.

Mas como atingir esse objetivo sendo que o custo para manter uma equipe própria de infraestrutura de TI é alto e ainda há dificuldades de contratação?

A solução é utilizar soluções white label disponibilizadas em um modelo SaaS (Software as a Service). Ao utilizar esse tipo de solução, a sua fintech é capaz de focar-se no que importa: o desenvolvimento do negócio, não na infraestrutura da operação. O SaaS é apoiado por tecnologias como cloud computing e utiliza os serviços de plataformas em nuvem, como  a AWS (Amazon Web Services), garantindo ainda mais confiabilidade e segurança.

Infraestrutura de TI em white label para fintechs de crédito na prática

O white label tem sido uma estratégia difundida no varejo, onde os produtos são feitos por fabricantes terceirizados e vendidos sob o nome de um varejista. O custo de fabricação costuma ser muito menor, resultando em margens mais altas e aumento da receita.

Os varejistas que adotam essa estratégia também mantêm o controle da marca, incluindo embalagens e preços, o que gera exclusividade do produto, além de promover o reconhecimento e a fidelidade do cliente.

O maior benefício das marcas próprias é que elas eliminam as dores de ter que projetar e construir um novo produto – especialmente ao entrar em um novo mercado. Terceirizando todo o processo e deixando esses detalhes para os especialistas, os vendedores podem se concentrar naquilo em que se destacam: marca e marketing do produto acabado.

Como os benefícios dessa estratégia são tão multifacetados, não é de admirar que o white label esteja indo além dos bens de consumo e ganhando força em setores baseados em serviços, como as fintechs.

Em um mundo onde os serviços financeiros estão evoluindo rapidamente e os consumidores exigem mais conveniência, o conceito de white label, principalmente o praticado via SaaS, é o melhor caminho a ser seguido. Com essas soluções, sua fintech é capaz de fornecer aos clientes uma experiência excepcional sem ter que investir em um trabalho de desenvolvimento demorado.

Ao utilizar esse tipo de solução, a sua fintech é capaz de focar-se no que importa: o desenvolvimento do negócio, não a infraestrutura de TI da operação. Chega do seu time de desenvolvimento se preocupar com software e hardware. Utilizar uma plataforma white label reduz os custos da operação e você ainda conta com os serviços de uma empresa especialista em prover tecnologia para crédito.

É possível, inclusive, realizar pequenos desenvolvimentos apenas consumindo as APIs, o que possibilita que você crie a melhor jornada para o seu cliente.

E, se você pensa que uma plataforma white label para fintechs de crédito está restrita apenas às pequenas empresas que querem economizar, engana-se. Eles também são perfeitos para empresas estabelecidas que procuram uma vantagem sobre a concorrência, economizando tempo e recursos.

Em sua essência, os serviços tornam os ciclos de desenvolvimento de produtos mais rápidos, permitindo acessar uma plataforma estabelecida que já foi testada no mercado.

7 benefícios de escolher uma plataforma de crédito white label

Sua fintech só terá vantagens quando decidir utilizar uma plataforma de crédito white label. Conquiste a agilidade e a segurança necessárias para oferecer seus serviços de crédito atendendo a todas as exigências técnicas, operacionais e legais das operações de crédito.

E o melhor: seguindo as normas do Banco Central e sem se preocupar com a infraestrutura de TI.

Conheça, abaixo, outros sete benefícios:

1.Solução completa de crédito white label nascida na nuvem que utiliza serviços da AWS, um dos principais players do mercado. Os serviços são oferecidos em SaaS, eliminando a necessidade de aquisição de software;

2.Não se preocupe com a identidade visual. O fornecedor tem como missão disponibilizar toda a infraestrutura de TI em white label com a cara da sua fintech;

3.Se a sua preocupação é a integração com sistemas legados, não haverá dores de cabeça. Todas as funcionalidades estão em API facilitando a integração tanto com os sistemas já utilizados, como também com parceiros e marketplaces;

4.Claro que os planos da sua fintech são crescer e agregar os melhores serviços para os seus clientes. Uma plataforma de crédito white label é capaz de acompanhar o ritmo de desenvolvimento da sua startup, ao oferecer flexibilidade para a incorporação de novos produtos

5.A plataforma SaaS dá a liberdade de criar o seu próprio front-end e back-office usando APIs. Desenvolva a jornada do cliente com a sua cara, otimizando todos os processos de forma simples e prática.

6.O Open Banking chegou para revolucionar a maneira como se lida com produtos financeiros no Brasil. Uma plataforma de crédito white label não pode ficar parada no tempo, já estando pronta para atender ao Open Banking.

7.Chega de trabalho para oferecer os mais diversos tipos de crédito. A plataforma disponibiliza um sistema completo de crédito para produtos como Crédito Pessoal, Crédito Pessoal com FGTS em garantia, Consignado, CDC Digital, Capital de Giro e Desconto de Recebíveis que atende a sua empresa desde a captação da proposta até o envio de informações ao Banco Central.

Quer saber como a sua fintech pode se beneficiar de uma plataforma de crédito em white label? Então não deixe de consultar a Onidata